ALIMENTOS MEDICINAIS

01 de Abr de 2019

A busca por bem-estar e equilíbrio é uma jornada constante. E quanto mais informação temos, mais fácil fica se reeducar para conquistas mais qualidade de vida. Na contramão de dietas radicais, estudos recentes têm descoberto a relação entre saúde e alimentos anti-inflamatórios. E não, não estamos falando de remédios ou suplementação.

Nosso corpo está sempre atento para nos defender daquilo que julga perigoso. Quando entramos em contato, por exemplo, com uma bactéria ou vírus, se cria uma inflamação para combater a ameaça – nesse caso, ela é uma coisa boa. O que acontece é que, muitas vezes, sofremos de inflamações crônicas: e elas estão ligadas a diversos alimentos já comprovadamente maléficos à nossa saúde.

Comidas que causam inflamações devem ser evitadas. É o caso dos carboidratos refinados (como pão branco e doces), das frituras, dos refrigerantes e bebidas adoçadas, da carne vermelha e processada e também da margarina, gordura e banha. A relação destes alimentos com o excesso de inflamação significa que eles podem aumentar o risco de doenças como câncer, diabetes, artrite, depressão, Alzheimer e problemas cardíacos, além de, claro, serem conhecidos fatores envolvidos no aumento de peso.

Enquanto determinados alimentos pioram a questão da inflamação crônica, outros são ricos em efeitos anti-inflamatórios – parecido com os remédios, mas sem contraindicações. Ao contrário dos que devem ser evitados, estes ingredientes diminuem o risco de doenças e “curam” o corpo progressivamente, favorecendo, inclusive, o emagrecimento saudável.

São alimentos anti-inflamatórios: tomates, azeite de oliva, vegetais de folhas verdes (como espinafre e couve, ricos em antioxidantes naturais), oleaginosas, peixes com gordura boa (como salmão, atum e sardinha), frutas como morangos, maçãs, cerejas e laranjas e até mesmo o café nosso de cada dia.

Percebeu a similaridades entre os alimentos indicados e a dieta mediterrânea? Apostar em uma dieta mais natural, rica em vegetais e gorduras boas e com menos comida processada têm sido muito defendido por aqueles que procuram melhorar a saúde física e mental. Por que você não começa agora mesmo?

0 Comentários
Deixe o seu comentário